Celular

Atualizado em
Leitura 3 min

Por que o celular esquenta? Descubra neste post

Gabriela Resende, jornalista de Portal de Planos

Por Gabriela Resende

Jornalista — Portal de Planos

Fumaça saindo do celular.

Hoje em dia, não tem como desgrudar do celular, não é? O aparelhinho passa o dia perto da gente. Se não estamos mexendo nas redes sociais, é a comunicação pelo WhatsApp. 

Outras vezes, ficamos ouvindo músicas e podcasts, assistindo aquele episódio especial no intervalo do almoço, gravando vídeos no TikTok e por aí vai.E quem nunca ficou horas tentando passar de fase naquele joguinho novo?

E aí você já sabe qual é o resultado do uso intenso, não é? O celular esquenta, e isso pode danificar o aparelho — ou, em casos mais graves, causar incêndios!

Neste artigo, você vai conhecer as causas desse problema (além do uso prolongado) e aprender o que fazer quando celular esquenta muito. Vem com a gente ler sobre esse tema importante!

Por que o celular esquenta?

O motivo mais comum para celular esquentando é esse que já falamos: usar horas o aparelho vai deixá-lo quente.

Há casos, porém, de o celular não apresentar sinal de problema e, simplesmente, esquentar de uma hora pra outra enquanto está carregando. Para isso, há medidas que podem ser tomadas para evitar prejuízos. 

Veja as razões mais comuns que provocam superaquecimento do celular!

Uso excessivo

Por que o celular esquenta quando fica muito tempo em uso? O aparelho é eletrônico e, por isso, depende da eletricidade para funcionar.

Como qualquer outro aparelho elétrico, o uso em excesso provoca calor. Se você ligar um secador simples durante muito tempo, ele pode derreter. Uma cafeteira ligada na tomada pode pegar fogo. É preciso ter cuidado com aparelhos desse tipo.

Mas como saber que estamos usando o celular além do limite recomendado? Geralmente, o manual que vem junto do smartphone e o site do fabricante trazem essa informação.

A bateria é programada para determinado número de horas. Mais do que o recomendado, é risco na certa.

Temperatura externa elevada

Em geral, a temperatura ambiente não deve ultrapassar os 35º C. Mais do que isso pode prejudicar o funcionamento da bateria e afetar todo o aparelho. 

Deixar o celular ao sol por muito tempo, na praia ou dentro do carro, por exemplo, pode ter efeitos catastróficos.

Uso de carregador ou aparelho inadequado

O carregador original do celular tem que andar na bolsa junto com o aparelho. O hábito de usar carregadores emprestados, que nem sempre são compatíveis com o seu modelo, pode afetar a vida útil da bateria e sobrecarregá-la.

Não recomendamos de forma alguma o uso de produtos pirata. Esses, sim, costumam apresentar problemas desse tipo e causar grandes incêndios.

Quais são os aplicativos que mais consomem bateria?

Alguns apps consomem bastante bateria e fazem o celular esquentar bem rápido. Esse é o caso do GPS! Waze, Google Maps e serviços que pedem localização trabalham o tempo todo, sem parar, o que provoca aumento da temperatura do aparelho.

Jogos muito pesados para a memória do seu smartphone também não são recomendados. Quanto melhor a resolução, maior o gasto de energia do celular.

Assistir filmes e séries no celular ou videozinhos no YouTube por horas seguidas, mesmo que ele esteja fora da tomada, vai provocar superaquecimento também.

Videochamadas e teleconferências por Skype, por exemplo, demandam muita energia do aparelho, por isso não devem ser prolongadas.

E sabe o que mais consome bateria? Falar ao telefone! Uma simples chamada de voz ativa o celular e, se você falar por mais ou menos 15 minutos, já vai sentir a diferença de temperatura na mão e na orelha!

O que fazer para evitar problemas?

Lendo até aqui, você já viu algumas dicas do que fazer e do que não fazer para evitar que seu celular esquente demais. Vamos, então, resumir tudo pra você não esquecer:

  • evite usar o aparelho por muito tempo. Dê uma pausa de pelo menos 5 a 10 minutos a cada hora de utilização;
  • não manter adaptadores e carregadores ligados na tomada o tempo todo. Só deixe ligado enquanto a bateria estiver carregando;
  • tenha atenção com cabos, que podem provocar mau contato e soltar faíscas;
  • não deixe o celular carregando durante a noite. Se esquentar, pode pegar fogo enquanto você está dormindo, sem ninguém para controlar a situação;
  • a mesma dica vale durante o dia: não deixe o celular carregando sem supervisão, em um cômodo isolado, por exemplo;
  • nunca deixe o aparelho carregando sobre superfícies de tecido: cama, sofá, almofada etc. O ideal é que ele fique sobre um local pouco ou não inflamável. A bancada da cozinha é uma boa opção;
  • observe se não nenhuma avaria na bateria. Retire-a do aparelho e verifique se não há nenhum dano causado por queda.

O que fazer em caso de superaquecimento?

Se, mesmo seguindo as recomendações acima, seu smartphone anda dando sinais de que está esquentando, você pode experimentar retirar a capinha e deixá-lo mais arejado. 

Se o problema persistir, procure imediatamente a assistência técnica. Não se brinca com esse assunto, certo?

Como você viu, o celular esquenta por vários motivos, mas temos que ficar de olho e evitar, com medidas simples e mudança de hábitos, que problemas mais graves venham a ocorrer.

Compartilhe este post em suas redes sociais! Assim, seus amigos também vão saber o que fazer quando o celular esquenta e evitar grandes prejuízos.

Quem escreve

Gabriela Resende, jornalista de Portal de Planos

Gabriela Resende

Jornalista — Portal de Planos

Graduada em Relações Internacionais (Uni-BH) e Jornalismo (PUC-MG), Gabriela Resende é jornalista do Portal de Planos e apresentadora do nosso canal no Youtube. Por acreditar na importância do acesso à informação, Gabriela produz nossos conteúdos para que você possa, de forma simples e clara, fazer a escolha dos seus planos de telecomunicações e entender mais sobre tecnologia.