Celular

Atualizado em
Leitura 3 min

O que esperar da Claro 5G DSS?

Gabriela Resende, jornalista de Portal de Planos

Por Gabriela Resende

Jornalista — Portal de Planos

Mulher olhando para o celular com expressão de surpresa

A Claro tem sido pioneira na disponibilização de tecnologias de conexão mais avançadas para seus clientes. Foi assim com o 4.5G e agora, ela anuncia o lançamento da Claro 5G DSS, que promete uma velocidade de conexão até 12 vezes mais rápida que o 4G - tecnologia atual praticada no Brasil.

Quer entender como isso vai funcionar na prática? Vamos explicar o que é a tecnologia 5G, como vai funcionar o 5G DSS da Claro e como fazer para ter acesso à novidade. Confira!

Tecnologias da internet 

Antes de falar sobre a chegada do 5G no Brasil, vamos entender como a tecnologia de conexão à internet móvel foi evoluindo ao longo do tempo. A primeira geração de conexão para telefones móveis surgiu na década de 1980, quando os aparelhos celulares pesavam cerca de 1kg e a qualidade do sinal era muito ruim.

A única coisa que se conseguia fazer era realizar chamadas, mesmo assim com muita interferência. Na década seguinte surgiu a segunda geração que já permitia o envio de SMS, o que facilitou bastante a comunicação.

A grande mudança, contudo, veio por meio da próxima geração, o 3G. Até hoje usamos o 3G como referência ao sinal de internet móvel na conversa entre amigos, pois foi justamente isso que essa geração de conexão nos proporcionou: o acesso à internet pelo celular.

O 3G foi lançado no final dos anos 2000. Em 2007 a Apple lançou o primeiro iPhone e, no ano seguinte, a Google lançou o sistema operacional Android. Surgiam os smartphones e o mundo conectado como conhecemos hoje

Em 2011, uma nova geração chega ao mercado: o 4G. Com muito mais velocidade e capacidade de transmissão de dados, esse tipo de conexão permite que a gente faça chamadas de vídeo no WhatsApp, transmissões ao vivo pelo Instagram e tantas outras coisas que já fazem parte do nosso cotidiano. 

Tecnologia 5G

A tecnologia 5G já está em fase de testes no Brasil, mas ainda depende de questões governamentais para ser disponibilizada para nós, consumidores. A Anatel, órgão responsável por gerenciar e fiscalizar as operações de telecomunicações no país, precisa realizar um leilão, que concede as permissões necessárias às operadoras.

A expectativa é que o leilão seja realizado entre o final de 2020 e o início de 2021. De qualquer forma, a tecnologia anunciada pela Claro vai antecipar a chegada de uma internet mais veloz a seus clientes.

Como funciona o Claro 5G?

A tecnologia 5G não vai chegar a nenhuma operadora enquanto o tão esperado leilão não acontecer. Mas, então, como é que a Claro, e, recentemente outras operadoras, estão anunciando o 5G para agora? Bom, para explicar isso, vamos precisar falar de um recurso especial, o DSS, que tem suas vantagens, mas que também acaba sofrendo algumas limitações.

DSS

A sigla DSS vem do inglês e significa Compartilhamento Dinâmico do Espectro. Uma forma simples de entender esse recursos é pensar na diferença entre os ônibus comuns e o BRT. Ambos utilizam as mesmas ruas e avenidas da cidade, mas o BRT conta com uma adaptação que o deixa mais rápido.

Da mesma forma, o que o DSS faz, na prática, é utilizar a própria rede de conexão 4G existente de forma otimizada. Logo, quando a Claro oferece o 5G DSS, na verdade, ela está oferecendo uma conexão 4G melhorada, não a 5G de fato.

Limitações

Apesar das vantagens prometidas em relação à qualidade e velocidade de conexão,  5G DSS tem algumas limitações muito importantes. A primeira delas é que o sinal está sendo liberando aos poucos, apenas em alguns bairros da cidade de São Paulo e do Rio de Janeiro.

O segundo ponto negativo está no aparelho utilizado para acessar a rede. Ele precisa ter a tecnologia adequada para conseguir se conectar ao sinal melhor. Atualmente, apenas o Motorola Edge, que foi lançado recentemente, conta com esse recurso.

Como ter acesso a essa tecnologia?

O acesso ao Claro 5G DSS depende de dois fatores: cobertura e aparelho compatível, como explicamos melhor abaixo.

Regiões específicas

A implementação dessa tecnologia, mesmo que ainda não seja o 5G definitivo, é trabalhosa e gera custos à operadora. Em função disso, o sinal vem sendo liberado aos poucos, bairro a bairro, conforme a capacidade da Claro e demanda dos seus clientes.

Em São Paulo, já é possível acessar o 5G DSS no Jardins e na região da Paulista. Os planos da operadora são de expandir para cerca de 12 bairros até o final de setembro deste ano. No Rio de Janeiro o sinal está funcionando em Ipanema, Leblon e Lagoa, também com planos de extensão para toda a orla, desde o Leme até a Barra da Tijuca.

Aparelho celular com tecnologia adequada

Assim como aconteceu quando o 4G foi lançado, a tecnologia 5G depende de aparelhos mais modernos para ser captada. Atualmente, apenas a Motorola lançou um modelo com essas características aqui no Brasil, o Edge. Porém, como a nova conexão já está disponível na Europa, EUA e China, as fabricantes já contam com alguns modelos preparados para acessar a internet de alta velocidade.

A tendência é que, quando o leilão for realizado, esses aparelhos comecem a ser comercializados aqui, no Brasil. Até lá, o jeito vai ser ou esperar ou comprar um Motorola Edge!

Quando o 5G vai chegar em todas as operadoras?

A chegada oficial do 5G no Brasil depende da liberação da Anatel. Enquanto todos os trâmites legais não forem realizados e devidamente cumpridos, teremos que nos contentar com o bom 4G ou o 5G DSS. O leilão ainda está sem data confirmada para acontecer, mas o que se espera é que ele seja realizado até o início de 2021.

Como pôde ver, o Claro 5G ainda não é a conexão 5G de fato, mas promete ser uma versão muito mais veloz e de melhor qualidade do que o 4G que conhecemos.

Suas limitações de localidades com sinal e de compatibilidade de aparelhos acabam fazendo com que a tecnologia seja pouco viável para a maioria da população. Quem sabe o 5G definitivo não chega ainda este ano?

Quer ter uma internet de qualidade para usar dentro e fora de casa? Conheça os planos da Claro!

Quem escreve

Gabriela Resende, jornalista de Portal de Planos

Gabriela Resende

Jornalista — Portal de Planos

Graduada em Relações Internacionais (Uni-BH) e Jornalismo (PUC-MG), Gabriela Resende é jornalista do Portal de Planos e apresentadora do nosso canal no Youtube. Por acreditar na importância do acesso à informação, Gabriela produz nossos conteúdos para que você possa, de forma simples e clara, fazer a escolha dos seus planos de telecomunicações e entender mais sobre tecnologia.