Dicas
Leitura 7 min

O que é chip M2M? Saiba como funciona, como comparar e preços

Antônio Ursine, redator em Portal de Planos

Por

Redator — Portal de Planos

casa com dispositivos inteligentes

Entender o que é chip M2M pode parecer complicado, porém, em um mundo cada vez mais mediado pela tecnologia, essa ferramenta se tornará indispensável para que empresas de diversos segmentos continuem a expandir suas operações com segurança.

Então, se você busca informações para entender exatamente o que é um chip M2M, como ele funciona e porque essa tecnologia pode ser essencial para diferentes negócios, veio ao lugar certo.

A seguir explicamos o essencial sobre o tema de forma clara e objetiva. Confira e entenda todos os benefícios que os chips M2M podem oferecer!

Quer um bom plano de internet residencial?

Converse com nossos atendentes e escolha o seu plano!

O que é chip M2M?

Para entender o que é um chip M2M, vamos, primeiro, falar sobre essa sigla “M2M”, que significa “machine to machine”. 

A tradução direta de “machine to machine” para o português é “de máquina para máquina”, logo, no contexto das tecnologias digitais, a sigla “M2M” foi adotada para fazer referência a comunicação de máquinas entre máquinas, sem a dependência de cabos ou intermediação humana.

Assim, os chips M2M são responsáveis por estabelecer a comunicação entre duas máquinas, à distância e em tempo real. Para isso, máquinas equipadas com um chip M2M se comunicam utilizando redes de radiofrequência, Wi-Fi, GPRS (2G, 3G, 4G, 5G), etc.

Mas o que isso quer dizer na prática?

Na prática, os chips M2M se parecem muito com a dos cartões SIM, os chips de celular que compramos para nossos aparelhos e utilizamos para nos comunicar à distância. 

A diferença básica é que os chips M2M precisam contar com um software para interpretação e envio automatizado de dados, a fim de estabelecer a comunicação com outras máquinas. Já os cartões SIM utilizam os softwares dos próprios aparelhos de celular para se comunicar com outros aparelhos.

Além disso, os chips M2M têm um propósito um pouco diferente. Em geral, a comunicação via chip M2M é utilizada para desenvolvimento de tecnologias de rastreamento, transporte, gestão patrimonial, gestão territorial, telemedicina e outras inovações importantes para diversas empresas, especialmente as que estão se adaptando à realidade da indústria 4.0 e da IoT (Internet of Things, ou Internet das coisas). 

Como funciona o chip M2M?

Como já explicamos, os chips M2M podem utilizar diferentes tipos de rede para estabelecer comunicação direta entre as máquinas. Isso pode ser feito através de uma rede Wi-Fi particular, radiofrequência, satélite, GPRS, etc. Dessa forma, cada tipo de conexão pode ser mais recomendada, dependendo da função pretendida para o uso dos chips M2M.

Hoje, a rede GPRS é a mais utilizada pelas empresas para conectar os dispositivos equipados com a tecnologia M2M. Por ela ser custeada pelas operadoras de celular e telecomunicação, o seu uso torna as operações mais baratas e o sinal tem um alcance que abrange boa parte do território nacional.

Em empresas que lidam com serviços de rastreamento e transporte, por exemplo, o mais indicado é adotar a rede GPRS para operar chips M2M multioperadora, já que existe a necessidade de estabelecer comunicação entre chips que estão em movimento e em áreas distantes, sendo a única forma de conexão em tempo real possível a rede utilizada pelas operadoras.

Os chips M2M multioperadoras possibilitam o acesso à rede de mais de uma operadora para transmissão dos dados. Para isso, as empresas de telecomunicações fazem acordos especiais de roaming possibilitando que os chips tenham acesso a áreas distintas obtenham cobertura total em áreas que uma operadora sozinha não alcança.

Os chips M2M também podem se conectar via redes APN privadas, para não dividir a transmissão de dados com a frequência de banda pública, utilizada pelas operadoras de telecomunicação. Com isso, a velocidade de transmissão de dados e a estabilidade aumenta consideravelmente, o que pode ser muito importante para certas atividades que demandam maior uso de dados. 

Outra questão importante para o funcionamento dos chips M2M é a qualidade do material e da fabricação. 

Dependendo da sua finalidade, os chips podem ficar localizados em dispositivos expostos ao sol, chuva, temperaturas instáveis entre outras questões que podem afetar a sua durabilidade e qualidade. Desse modo, os chips M2M são fabricados com materiais especiais, que o tornam resistente a impactos, umidade, altas temperaturas, etc.

Como comprar um chip M2M?

Os chips M2M podem ser adquiridos diretamente com as operadoras que oferecem diferentes tipos de planos de dados para aquisição dos chips. A compra pode ser realizada pela internet ou nas lojas físicas.

Outra opção é comprar os chips de empresas revendedoras que agregam serviços à venda dos chips, como softwares, sistemas de gestão e consultoria. Empresas de diversos segmentos adquirem os chips M2M de empresas revendedoras para contratar serviços complementares de gestão. Poderíamos fazer uma extensa lista com vários exemplos de empresas que usam esse tipo de tecnologia para gerenciar recursos, patrimônio e serviços, entre outras, destacamos a Vale, Fiat, Correios, Pássaro Verde e o Laboratório São Marcos.

Quais operadoras têm chip M2M?

A seguir, explicamos o essencial para você que quer saber qual a faixa de preço dos chips M2M e em quais operadoras você vai encontrar o produto com diferentes opções de planos. Confira!

Chip M2M Vivo

A Vivo negocia os chips M2M nos planos da modalidade Vivo Empresa, sendo possível encontrar chips com conectividade para redes GPRS 2G, 3G e 4G.

A operadora ainda oferece chips com tecnologia LTWA (Low Power Wide Area), que favorece a redução no uso de dados, fornecendo, ao mesmo tempo, um sinal de maior alcance para áreas mais distantes dos centros urbanos.

Na Vivo, o preço dos chips M2M, com planos de dados mensais, varia entre R$6,90 e R$11,90 por mês. Veja aqui mais detalhes sobre os planos e serviços oferecidos para os chips M2M da Vivo!

Chip M2M TIM

Os chips M2M da TIM são disponibilizados nos planos para empresas da TIM e vêm com os benefícios de uma ferramenta de gestão para integrar informações sobre os chips a outras plataformas.

Como vantagem, os chips M2M da TIM são multioperadoras, contando com ampla cobertura nacional e até mesmo internacional para o rastreamento e envio de informações.

No caso da TIM, o preço dos chips M2M não é divulgado no site da empresa, sendo necessário entrar em contato com um consultor da operadora para verificar as condições e possibilidades de fornecimento dos chips e serviços para empresas oferecidos pela TIM.

Para conversar com um consultor TIM, basta acessar o site da empresa e agendar um horário.

Chip M2M Claro

Para atender às necessidades de empresas que precisam da tecnologia dos chips M2M, a operadora oferece planos dentro do segmento Claro Empresas.

Entre as aplicações de destaque para chips M2M no Claro Empresas, se destacam a gestão de frotas, instalação de equipamentos de segurança, gerenciamento de máquinas de cartões (crédito e débito) e telemetria para sensores industriais e serviços públicos.

Na Claro, os chips M2M são oferecidos em diferentes modalidades de planos com dados mensais. Os preços dos chips M2M da Claro, com planos de dados, variam entre R$6,90 a R$8,90 por mês.

Chip M2M Oi

A Oi também atua no segmento de chips M2M para empresas e você pode encontrar diferentes ofertas de chips com planos de dados mensais no site Oi Empresarial. 

Como diferenciais no serviço de chips M2M, a Oi destaca o atendimento com suporte especializado, a interconectividade no território nacional e a versatilidade nos tipos de conexões disponibilizadas para aumentar as possibilidades de soluções de backup.

A Oi não divulga o preço dos chips M2M e dos planos ofertados em seu site. Contudo, se a sua empresa tem interesse em adquirir os chips M2M da operadora, basta acessar o site e solicitar contato com um consultor.

Chip M2M Algar

Os chips M2M da Algar Telecom funcionam no modo multioperadora e podem ser adquiridos em diversos pontos, como as lojas físicas da empresa, agências dos Correios, supermercados, casas lotéricas e bancas de revistas.

O preço dos chips M2M Algar, com planos mensais de dados, varia entre R$15,00 e R$22,00 mensais e também podem ser adquiridos pela internet via sites de revendedores autorizados.

Como escolher um chip M2M? Qual a melhor opção?

Para saber qual chip M2M é ideal para o aparelho ou serviço que você pretende utilizar, é muito importante, antes de realizar a compra, consultar a compatibilidade do chip com o equipamento adotado.

Além disso, como mencionamos anteriormente, alguns serviços vão precisar de chips M2M multioperadoras para aumentar o alcance do sinal para uma área maior no território brasileiro. 

Outro ponto importante de ressaltar é a necessidade de adquirir o chip M2M com um plano que ofereça dados suficientes para a função desempenhada. Equipamentos rastreadores e GPS, por exemplo, necessitam de um pacote de dados maior do que outros equipamentos, como os alarmes.

Logo, a escolha de um chip M2M depende da aplicação para qual ele será utilizado. Na dúvida, o melhor é contar com a assistência de um consultor especializado.

Embora não seja exatamente uma novidade tecnológica, os chips M2M serão cada vez mais presentes em diversas atividades que realizamos no dia a dia. 

Graças ao avanço da Internet das Coisas (IoT) e com a inauguração da rede 5G em diversos países, a internet e os chips M2M serão o meio de intermediação para nos relacionarmos de forma ainda mais interativa com diversos objetos. 

A IoT promete ser o ponto de partida para a próxima revolução industrial. Então, agora que você já sabe o que é chip M2M e quer ficar por dentro de tudo sobre esse assunto, confira também o nosso artigo saiba agora mesmo o que é Internet das Coisas!

Antônio Ursine, redator em Portal de Planos
Escrito por:Antônio Ursine

Antônio é um redator que vê a escrita como a forma mais eficiente de comunicar ideias que podem parecer complexas. Com os textos que escreve, espera ajudar mais pessoas a compreenderem conceitos de tecnologia, além das vantagens e diferenças entre planos de serviços essenciais no dia a dia, como telefonia e internet.

Conheça mais sobre a autora
artigos/o-que-e-chip-m2m
4.790