Dicas
Leitura 4 min

Afinal, o que é a tecnologia 4g?

Gabriela Resende, jornalista de Portal de Planos

Por

Jornalista — Portal de Planos

Desde que as operadoras passaram a investir mais nesse tipo de rede móvel, a qualidade da tecnologia 4G vem conquistando muitos adeptos no Brasil e já representa a maioria dos acessos à web. E como toda novidade em telefonia e internet traz mudanças importantes para os usuários, é comum ver pessoas com dúvidas, tentando descobrir se vale ou não a pena avançar para o 4G e quais são as diferenças em relação às tecnologias anteriores.

Então, para explicar de forma descomplicada as questões mais importantes sobre 4G, preparamos este conteúdo. Continue a leitura para rapidamente entender o que é o 4G, como ele funciona e outras questões importantes sobre essa tecnologia. 

O que é o 4G

O termo “4G” é usado para definir a quarta geração de telefonia móvel usada pelas principais operadoras, sucedendo as tecnologias 2G e 3G. Com a tecnologia chamada “Long Term Evolution” (LTE), no 4G a transmissão de dados é mais focada na qualidade dos dados de internet. Assim, a conexão 4G se aproxima mais da experiência que temos usando a internet banda larga, porém, com a mobilidade da tecnologia móvel. 

Com isso, a experiência navegando na internet usando tecnologia 4G LTE é muito superior à experiência do 3G. Não por acaso, no Brasil, o 4G chegou em 2014, ano em que foi realizada a Copa do Mundo FIFA por aqui. Como a cobertura jornalística precisava de uma conexão segura, estável e rápida com a internet, era necessário oferecer esse tipo de cobertura em todas as cidades-sede para realização do evento.

Por oferecer uma conexão mais estável e mais rápida, com o 4G, os sites, redes sociais, fotos e vídeos, carregam mais rapidamente e travam menos. A qualidade de imagem e som nas videochamadas também é muito superior do que ao usar a tecnologia 3G, que ainda é mais focada na transmissão de dados de chamadas de voz. 

Hoje, as operadoras Claro, Oi, TIM e Vivo já oferecem a tecnologia 4G em todas as capitais dos estados, mas o 4G ainda não está disponível em todo o território brasileiro. Dependendo da região, é preciso consultar a disponibilidade do serviço nas operadoras presentes na sua cidade.

Dúvidas frequentes sobre o 4G

Como acontece com toda tecnologia que ganha muitos usuários, existem algumas dúvidas mais frequentes sobre o 4G. A seguir, esclarecemos três das mais procuradas pelos usuários de planos de telefone e internet. Confira!

1. O que é preciso para se conectar ao 4G?

Primeiramente, como explicamos no tópico anterior, nem todas as regiões do Brasil contam com cobertura 4G. Então, o primeiro passo é ver se a tecnologia é oferecida pelas operadoras da sua cidade.

Além de contar com a cobertura local, é preciso contratar um plano que ofereça o serviço e ter um aparelho compatível com a tecnologia 4G. Mas não precisa se preocupar, pois a maioria dos aparelhos considerados intermediários e avançados lançados nos últimos anos já conta com essa opção para a conexão de rede móvel.

2. 4G gasta mais que 3G?

Como se trata de uma evolução, é comum ter a impressão de que o 4G consome mais dados de internet do que o 3G. Contudo, isso não acontece na prática. Na verdade, o consumo do pacote de dados não depende da qualidade da conexão, mas sim da quantidade de dados consumidos. 

Para o consumo do pacote de dados não faz diferença, por exemplo, baixar um vídeo de 15 MB via 3G ou 4G. A mesma quantidade de dados será gasta no pacote. Na verdade, a diferença será que o download vai ser concluído mais rápido usando o 4G. Dessa forma, o que acontece é que, por ter acesso a uma conexão melhor, os usuários do 4G acabam consumindo mais dados de internet devido à maior quantidade de acessos e mais navegação. 

3. Como usar 4G no computador ou tablet?

Normalmente, na conexão à internet por tablets e computadores usamos a rede de internet banda larga. No entanto, também é possível conectar esses aparelhos à internet usando 4G, o que é muito útil em localizações sem cobertura de redes fixas de alta velocidade. 

Para isso, você pode usar um modem 4G USB, que conecta um chip com dados móveis 4G à porta USB do computador, e aproveitar a velocidade próxima de planos banda larga. Outras opções são os modens 4G Wi-Fi, que usam o chip para criar uma rede sem fio em qualquer lugar com cobertura de rede móvel 4G.

Diferenças entre 2G, 3G, 4G e 5G

Por fim, as diferenças entre 2G, 3G, 4G e 5G merecem uma explicação mais cuidadosa. Primeiramente, é preciso explicar um pouco sobre como funcionam as redes móveis para diferenciar as gerações de tecnologias de telefonia móvel. 

Para começar, imagine que os sinais enviados por ondas de rádio, televisão analógica, televisão digital, linhas de telefone fixa e telefonia móvel precisam ser emitidos em frequências diferentes (Megahertz ― MHz). Desse modo, evita-se a interferência entre os sinais e garante-se maior qualidade de áudio, imagem etc.

Assim, a primeira geração de celulares usava uma frequência de onda que permitia a transmissão de chamadas de voz, com a tecnologia chamada de “Advanced Mobile Phone System”. O 2G, segunda geração de rede móvel que surgiu nos anos 1990, mudou do sinal analógico para o digital e trouxe melhorias em cobertura, estabilidade e qualidade de áudio. 

Já o 3G surgiu em meados dos anos 2000 junto com a entrada dos smartphones no mercado. O grande mérito do 3G foi aumentar, de forma bastante significativa, a capacidade de transmissão de dados pela rede e possibilitar conexões mais estáveis de rede móvel de internet, mesmo em locais fechados.

Por fim, no início dessa última década chegou a tecnologia 4G, que trouxe mais velocidade e estabilidade para as conexões móveis, combinando diferentes frequências de ondas para transmissão dos dados (700 MHz e 2600 MHz). O 4G oferece velocidade até dez vezes maior que o 3G.

E muito em breve devemos ter disponível no Brasil as redes de quinta geração, ou o 5G!

O 5G já foi lançado em alguns países, como a Coreia do Sul, e no Brasil o lançamento do serviço por algumas operadoras é aguardado ainda para 2021. Para se conectar, é preciso contar com aparelhos compatíveis à tecnologia. Empresas como Xiaomi, Apple e Samsung já lançaram aparelhos 5G no mercado.

Se a tecnologia 4G já representou um grande avanço em qualidade de conexão, a quinta geração promete uma experiência igual ou mesmo melhor comparada às conexões de banda larga que conhecemos. Vale a pena saber mais detalhes sobre o assunto, então conheça mais sobre a tecnologia 5G!

Gabriela Resende, jornalista de Portal de Planos
Escrito por:

Gabriela Resende

Graduada em Relações Internacionais (Uni-BH) e Jornalismo (PUC-MG), Gabriela Resende é jornalista do Portal de Planos e especialista em telecomunicações. Por acreditar na importância do acesso à informação, produz conteúdos para que você possa, de forma simples e clara, fazer a escolha dos seus planos de telecomunicações e entender mais sobre tecnologia.

artigos/o-que-e-4g
4.510