Internet

Atualizado em
Leitura 4 min

Modem: o que é e como escolher?

Gabriela Resende, jornalista de Portal de Planos

Por Gabriela Resende

Jornalista — Portal de Planos

Modem: imagem de aparelho

Normalmente, ao contratar um serviço de internet, entre várias questões surgem dúvidas como: qual a velocidade ideal? É preciso adquirir o modem e o roteador? A operadora fornece todos os aparelhos?

Essas dúvidas são perfeitamente normais para quem está se atualizando sobre o universo digital de hoje em dia. Embora a internet tenha virado um serviço essencial, a maioria das pessoas não entende bem como ela funciona.

Assim, nesse conteúdo vamos esclarecer as principais dúvidas relacionadas a esse aparelho muito presente nas redes que utilizamos, o modem. Nesse conteúdo explicamos o que é modem, quais as suas funções e qual sua relação com a velocidade da conexão. Confira!

O que é modem?

O próprio nome modem é uma abreviação de seus serviços. Ele é um modulador-demodulador (mo-dem), o que significa que ele é capaz de interferir em frequências e amplitudes de ondas, modulando-as.

Dessa forma, o modem capta os dados processados por um computador e os transforma em frequências para a rede de internet. Isso é necessário, pois a maioria do cabeamento de rede atual é analógico, o que quer dizer que eles funcionam por meio de eletricidade.

No caso, modens são fundamentais, pois frequências elétricas e processamento de computador são duas linguagens diferentes.

Os cabos de rede transmitem informações através de impulsos elétricos, que podem ser modulados dentro de um certo alcance. Por sua vez, o computador utiliza uma linguagem binária composta por apenas dois algarismos: 0 e 1. É por meio de diferentes combinações destes dois números que o computador analisa e compreende todos os seus dados.

Entretanto, o sistema utilizado pelo computador não faria sentido para uma pessoa que os tentasse ler. Por isso, existem componentes dentro do computador para traduzi-los em imagens, programas etc.

De maneira semelhante, os cabos analógicos não conseguem decifrar a mensagem emitida por um computador, e nem sequer transmiti-la. Assim, para que dois computadores se comuniquem, é preciso vencer a barreira imposta por essas diferentes linguagens.

Quais são as funções do modem?

Os cabos analógicos não conseguem reconhecer a mensagem que o computador está tentando transmitir. Por isso, para entregar uma mensagem de uma ponta a outra, o modem precisa entrar em ação para codificar e decodificar a informação.

Sua grande função, portanto, é pegar um conjunto de informações binárias, como as de um computador, e transformar em impulsos elétricos para serem transmitidas por um cabo de rede. Claro que o modem precisa fazer isso em duas direções: envio e recebimento.

Desse modo, para enviar informações ele as modula na forma de frequências, para serem reconhecidas pelo cabo de rede. Mas para receber dados, ele precisa decodificar a informação dos cabos para a linguagem do computador ― ele demodula. Antigamente, eram precisos dois aparelhos para fazer cada uma dessas funções. Foi a junção dos dois em um que deu origem ao modem.

Embora seja possível usar um modem para conectar computadores e dispositivos próximos e criar uma rede local (LAN), frequentemente ele te conecta a um servidor compartilhado. Os servidores de rede são também conhecidos como ISP, derivados da sigla em inglês Internet Service Provider, literalmente “provedor de serviço de internet”.

Qual a relação do modem com a velocidade de conexão?

É importante conhecer sobre o seu servidor, pois ele é o responsável por fornecer o cabeamento no qual suas informações serão transmitidas. Em outras palavras, você paga para alugar um espaço nos cabos do servidor das operadoras. É através desse aluguel que você garante que vai acessar enviar e receber dados de outros computadores pelo mundo, através da internet.

Ou seja, a capacidade de transmissão comportada pelos cabos do seu servidor vai ser muito importante na hora de definir a velocidade da sua internet.

“Então é o meu servidor o responsável pela minha internet lenta?”

Não necessariamente. Para realizar a tradução de uma mensagem, o modem fará um esforço neste processo. Esse esforço se expressa na quantidade de dados que ele consegue traduzir por segundo, geralmente medidos em “Bits por segundo” (Bps).

Por conta de um “bit” ser uma unidade muito pequena, em geral ela vem acompanhada de outra palavra, como kilo-bytes (Kbps), mega-bytes (Mbps) ou giga-bytes (Gbps). 

“Então o meu modem pode ser o responsável pela conexão lenta?”

Exatamente. Por exemplo, você pode ter um servidor que oferece uma conexão de 100 Mbps em seus cabos de rede. No entanto, o seu modem consegue traduzir apenas 50 Mbps de informação. Desta maneira, você não será capaz de usufruir de toda velocidade pela qual você está pagando.

É importante notar que o contrário também pode ser verdade. Vamos supor que você tenha um modem de capacidade 300 Mbps, mas seu servidor tem um limite de 100 Mbps de conexão. Como sua conexão é decidida pelo serviço de menor capacidade, sua velocidade estará limitada a 100 Mbps, neste caso por conta do servidor.

Como saber qual tipo de modem comprar?

Normalmente as operadoras já incluem os aparelhos na contratação do serviço. No entanto, ainda é preciso ter algumas coisas em mente na hora de decidir avaliar o serviço contratado.

Como vimos, você precisa de um modem que atenda à velocidade pela qual você está pagando. Logo, você deve consultar a capacidade dos aparelhos oferecidos pela operadora e, se necessário, adquirir equipamentos próprios com capacidade para suportar a real velocidade do plano contratado.

Procure comprar modems de gerações atuais. A geração dos modems é definida pelo seu DOCSIS, um protocolo que permite usar um alcance maior ou menor das frequências elétricas. Atualmente, o DOCSIS 3.1 é a versão mais acessível e utilizada. Uma versão 4.0 foi lançada em 2017, mas ainda é pouco disseminada.

É importante lembrar que para criar uma conexão com a internet nem sempre é necessário utilizar um modem. O modem só é necessário quando o servidor oferece o serviço em cabos analógicos, necessitando tradução de linguagens.

Tecnologias digitais, como a fornecida pelo cabo de fibra óptica, não necessitam de modem, pois elas já transmitem a informação diretamente em código binário.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas suas redes sociais!

Quem escreve

Gabriela Resende, jornalista de Portal de Planos

Gabriela Resende

Jornalista — Portal de Planos

Graduada em Relações Internacionais (Uni-BH) e Jornalismo (PUC-MG), Gabriela Resende é jornalista do Portal de Planos e apresentadora do nosso canal no Youtube. Por acreditar na importância do acesso à informação, Gabriela produz nossos conteúdos para que você possa, de forma simples e clara, fazer a escolha dos seus planos de telecomunicações e entender mais sobre tecnologia.

glossario/modem
4.800