TV

Atualizado em
Leitura 3 min

Como conectar um Super Nintendo na TV plana?

Gabriela Resende, jornalista de Portal de Planos

Por Gabriela Resende

Jornalista — Portal de Planos

Pessoa segurando um controle de videogame.

Bem antes de pensarmos em downloads de jogos ou arquivos armazenados na nuvem, os consoles antigos de videogames faziam muito sucesso no mundo todo. Mas diferente do que parece, com as novas tecnologias essa cultura não se perdeu. 

Hoje é mais do que comum as pessoas resgatarem os jogos da infância dos antigos consoles, mas com uma nova funcionalidade: ampliando a imagem em tela plana. Já imaginou conectar um Super Nintendo na TV plana? Temos aqui o que precisa para conectá-lo. 

História do Super Nintendo 

Diferentemente da jogabilidade de consoles como Playstation, Xbox ou, até mesmo, jogos via Android e iOS, o público da década de 1990 tinha opções mais modestas - mas não menos divertidas - como o clássico Super Nintendo. Também chamado de SNES, esse videogame teve seu início no Japão e só chegou ao Brasil em 1993, fabricado por uma das representantes da Nintendo no país. 

O enorme sucesso da companhia ocorreu devido aos seus tradicionais jogos como Super Mario World, Street Fighter, Mortal Kombat, Donkey Kong, Final Fantasy, entre tantos outros que fizeram as crianças da época jogarem por horas. Além da versão original com os cartuchos, a companhia também lançou um console idêntico, mas com o tamanho reduzido e 21 jogos dentro da memória do aparelho.

Assim como Matrix revolucionou a história do cinema em matéria de efeitos visuais, o Super Nintendo apresentou uma qualidade nos gráficos que era impressionante para a época, proporcionando uma jogabilidade de primeira linha. Inclusive, muito desse empenho na qualidade se devia à rivalidade com a empresa SEGA, promovendo batalhas épicas com o Mega Drive e seus jogos também incríveis.

Super Nintendo na TV

Conectores comuns

Depois dessa pitada histórica, devemos atentar ao fato de que não basta apenas pensar no videogame que será instalado na televisão, mas levar em conta o cabo utilizado nesse processo. 

Durante a trajetória do Super Nintendo, muitos dos exemplares vendidos continham três saídas básicas de cabos: Coaxial RF, AV-RCA ou HDMI. 

Cabo Coaxial RF

Parecido com o cabo coaxial utilizado em algumas TVs via satélite, o RF para games (que tinha um ponta redonda de RCA) era conectado na entrada de antena da TV — que normalmente fica abaixo do espaço destinado aos componentes coloridos (AV). 

Muito utilizado em TVs de tubo, servia como uma luva não somente com o Super Nintendo, mas outros tantos consoles antigos. 

Esse tipo de cabo, até com o adaptador coaxial do SNES, costuma ser vendido em lojas especializadas em games antigos ou marketplaces, sendo um item mais para quem gosta da experiência clássica do jogo. 

Entre os cabos mais utilizados, esse é um tipo que apresenta uma resolução de imagem não tão satisfatória, porém não deixa de ser útil caso não tenha outro tipo de conector.

AV-RCA

Bem provável que você veja esse tipo de cabo com mais facilidade, até porque muitos codificadores de TV a cabo contam com entradas para componentes AV. Esse tipo de conexão é uma das mais antigas e eficientes do mercado, cujo primeiro exemplar vem da década de 1940

De maneira geral, os cabos mais conhecidos apresentam três tipos de conectores em cores diferentes, sendo que o amarelo é utilizado para vídeo, o branco para áudio no lado esquerdo e o vermelho para áudio no lado direito. 

Vale lembrar que, com o passar do tempo, outras versões mais incrementadas surgiram no intuito de proporcionar uma qualidade maior na saída de áudio e vídeo.

HDMI

Sendo a forma mais atual e tecnológica de conexão, os cabos HDMI (High-Definition Multimedia Interface), como o próprio nome dá a entender, proporciona aos usuários uma resolução de alto padrão. 

É utilizado de forma maciça em computadores, projetores, câmeras, entre outros dispositivos que necessitem de uma imagem mais definida e nítida.

Os cabos do tipo A (padrão) contam com dois conectores idênticos, sendo que cada um deles dispõe de 19 pinos e várias funções distintas, tais como fornecer energia de baixa tensão e transmitir sinal de vídeo e áudio em canais diferentes. 

Evidente que o Super Nintendo clássico não tinha a entrada HDMI, mas outras versões foram lançadas e incluíram essa saída para facilitar a vida dos jogadores, tal como a versão Classic Edition com 21 jogos. 

O que você deve levar em consideração antes de conectar? 

Embora você esteja razoavelmente livre dos problemas de conexão na internet para jogar seu Super Nintendo, existem alguns fatores que devem ser considerados antes de pegar os controles, soprar o cartucho e jogar no conforto do seu lar. 

O primeiro deles é o tipo de TV que você tem em casa, pensando na questão não só da resolução da imagem (HD, Full HD ou 4K), mas também nas configurações.

Os games mais antigos tinham uma resolução muito baixa, algo em torno de 512 pixels de largura por 448 de altura, o que pode prejudicar a sua jogabilidade no Super Nintendo, uma vez que a imagem tende a ficar esticada ou borrada. 

Para solucionar isso, veja sempre as configurações da TV e habilite a opção 4:3 (padrão), conferindo sempre se os cabos estão bem conectados e em bom estado de conservação.

Como conectar o Super Nintendo em uma TV plana?

Chegando na parte prática, o processo é muito simples e pode ser mais rápido que fazer um miojo, pois consiste apenas em conectar os cabos certos nos lugares especificados da parte de trás da sua TV. 

Primeiro de tudo, conecte a fonte do SNES em uma tomada próxima, pegue o cabo AV-RCA e coloque cada cor em seu devido lugar, de modo que áudio e vídeo funcionem sem chuviscos ou ruídos. 

Ligue o videogame e a TV, procure pelo canal certo (vídeo, 1, 2 ou 3) e confira se a imagem e o som estão funcionando dentro dos conformes - lembrando que é necessário verificar a configuração do aparelho para ter uma resolução melhor. 

Caso tenha o Super Nintendo clássico e queira utilizar HDMI, não precisa se preocupar, pois existem conversores de vários tipos no mercado que podem ajudar sua vida.

Por fim, veja que instalar o Super Nintendo em uma tela plana não é nenhum bicho de sete cabeças, sendo que as únicas informações que precisa levar em conta são as configurações da TV e o tipo de cabo utilizado.

Se os seus amigos também amam games antigos, não perca tempo e compartilhe o post em suas redes sociais para ajudá-los também!

Quem escreve

Gabriela Resende, jornalista de Portal de Planos

Gabriela Resende

Jornalista — Portal de Planos

Graduada em Relações Internacionais (Uni-BH) e Jornalismo (PUC-MG), Gabriela Resende é jornalista do Portal de Planos e apresentadora do nosso canal no Youtube. Por acreditar na importância do acesso à informação, Gabriela produz nossos conteúdos para que você possa, de forma simples e clara, fazer a escolha dos seus planos de telecomunicações e entender mais sobre tecnologia.