Internet

Atualizado em
Leitura 4 min

O que é backup e como fazer?

Gabriela Resende, jornalista de Portal de Planos

Por Gabriela Resende

Jornalista — Portal de Planos

Pessoa faz backup em notebook

Por depender cada vez mais dos dispositivos móveis e outros aparelhos, precisamos nos preocupar em proteger e guardar de forma segura nossos arquivos. Se por algum motivo seu computador ou celular for perdido, é muito importante que seus arquivos e informações importantes possam ser recuperados, não é mesmo?

Todos guardamos fotos, músicas, vídeos, documentos, etc., em nossos dispositivos. Por isso, atualmente já existem muitas formas de se fazer o backup dos nossos arquivos pessoais.

Mesmo as pessoas que já precisaram usar esse procedimento, muitas vezes não entendem exatamente o que é backup. No entanto, esse recurso é muito importante e extremamente útil em diversas situações. Por isso, preparamos esse pequeno guia para esclarecer os pontos mais importantes sobre o assunto. Acompanhe!

O que é backup?

O termo “backup” vem do inglês e pode ser traduzido como “reforço”. Na linguagem da informática, os backups também são conhecidos como “cópias de segurança”. Com o significado do termo, já conseguimos uma pista de que backup, então, é um tipo de reforço para a segurança dos nossos arquivos ou uma proteção extra.

Como nos dias atuais, a maior parte da informação crucial para empresas, governos e de todo tipo de instituições está armazenada em aparelhos eletrônicos, é imprescindível proteger essas informações contra acidentes e falhas. Assim, as cópias de segurança assumem um papel fundamental na proteção das informações. 

Na prática, um backup é uma cópia de arquivos, documentos e programas, salvos em um dispositivo. Essa cópia é salva em outros dispositivos para que as todas as informações possam ser recuperadas facilmente, caso aconteça algum imprevisto com o dispositivo. Até mesmo nossas conversas em aplicativos como WhatsApp, podem ter cópias de segurança para poderem ser resgatadas em diferentes dispositivos. 

Assim, é possível sempre garantir que arquivos importantes salvos em dispositivos como computadores, smartphones, tablets, não corram risco de serem perdidos para sempre.

Por que fazer backup?

Mesmo os melhores e mais modernos dispositivos eletrônicos estão sujeitos a falhas e problemas que não podemos prever. Acidentes físicos, vírus, panes eletrônicas, furtos, ou simplesmente perder um dispositivo, são só alguns dos problemas que podem gerar uma grande dor de cabeça.

Você, provavelmente, já passou por uma situação ou conhece alguém que perdeu informações muito importantes em um momento inoportuno. Fazer um backup é a forma mais fácil e segura de evitar esse tipo de problema. 

Além disso, não existem motivos para não se fazer cópias de segurança dos nossos arquivos. Hoje, existem diferentes formas de fazer cópias de segurança dos arquivos e programas que utilizamos. Qualquer pessoa com algumas informações e um pouco de orientação consegue fazer uma cópia de segurança de forma bem sucedida. Não se trata de um procedimento altamente complexo e difícil que só profissionais em informática são capazes de fazer.

Quais são os tipos de backup?

Os backups podem ser feitos usando qualquer dispositivo capaz de armazenar cópias dos arquivos salvos. É possível, por exemplo, fazer a cópia de segurança dos arquivos de um computador usando outro PC. Todavia, existem aparelhos menores e mais práticos para fazer o mesmo procedimento.

Antigamente, era comum usar CDs e DVDs para salvar cópias de arquivos importantes. Hoje, o mais comum é utilizar discos rígidos externos (HDs), pendrives ou serviços de nuvem.

Os serviços de nuvem são servidores de empresas que podem ser acessados pela internet e disponibilizam espaço de armazenamento para os usuários. Os mais usados atualmente são o Google Drive (Google) e o Onedrive (Microsoft). Essa é uma alternativa que tem se mostrado muito eficiente para diversas atividades profissionais e empresariais.

Além das formas de armazenar as cópias dos nossos arquivos, também podemos dizer que existem diferentes tipos de backup, que variam de acordo com seu grau de extensão. Veja a seguir os 4 tipos existentes:

  • backup completo ― Cria uma cópia de todos os arquivos do dispositivo;
  • backup incremental ―  Atualiza as cópias dos arquivos do backup completo com as novas informações de alterações feitas em documentos já salvos;
  • backup diferencial ― Ao invés de atualizar as cópias dos arquivos do backup completo, cria novas cópias atualizadas dos arquivos;
  • backup diário ― Atualiza os arquivos diariamente, criando novas cópias em backup.

Alguns programas são usados para automatizar os backups e eliminar erros comuns nesse tipo de procedimento. Então, antes de fazer utilizar esse recurso, vale a pena pesquisar o melhor programa para ajudar a fazer o tipo de cópia de segurança que você precisa. Agora que você sabe o que é backup, fica muito mais fácil fazer essa escolha.

Se você gostou das informações que apresentamos, que tal compartilhar esse conteúdo nas suas redes sociais? Assim você contribui para que mais pessoas se beneficiem dos procedimentos de backup!

Quem escreve

Gabriela Resende, jornalista de Portal de Planos

Gabriela Resende

Jornalista — Portal de Planos

Graduada em Relações Internacionais (Uni-BH) e Jornalismo (PUC-MG), Gabriela Resende é jornalista do Portal de Planos e apresentadora do nosso canal no Youtube. Por acreditar na importância do acesso à informação, Gabriela produz nossos conteúdos para que você possa, de forma simples e clara, fazer a escolha dos seus planos de telecomunicações e entender mais sobre tecnologia.