Dicas

Atualizado em
Leitura 3 min

O que é HDR? 

Gabriela Resende, jornalista de Portal de Planos

Por Gabriela Resende

Jornalista — Portal de Planos

Pessoa tirando foto da paisagem

As novidades nas tecnologias usadas em aparelhos eletrônicos não param de surpreender os consumidores. Ao mesmo tempo em que isso é ótimo para a qualidade dos produtos, também pode ser confuso para as pessoas entenderem tantas funções e termos. 

Entre tantas novidades recentes, uma das mais interessantes é o HDR, que hoje é usado tanto em TV’s como em câmeras e smartphones. 

A Portal de Planos tem conteúdos especiais para ajudar os leitores a compreenderem essas novidades. Por isso, a seguir explicamos tudo o que você precisa saber para entender o que é HDR e a sua função em TV’s e câmeras! 

Continue a leitura e entenda como usar esse recurso!

O que é HDR?

Para entender o que é HDR, primeiramente, é preciso compreender dois conceitos básicos da área de fotografia: brilho e contraste. Enquanto o brilho está relacionado com a qualidade e riqueza de cores de uma imagem, o contraste se relaciona à dinâmica entre luz e sombra. 

Portanto, a qualidade das imagens que conseguimos fazer usando câmeras depende da capacidade de captar o brilho das cores e a dinâmica de sombras. 

Já nos aparelhos de televisão, a qualidade da imagem depende da capacidade de reproduzir as cores e o contraste das imagens transmitidas. 

Em câmeras e televisões mais antigas, era muito mais difícil conseguir qualidade de imagens realmente fiel à realidade.

 Isso mudou justamente com a criação do HDR, que nada mais é do que uma função desenvolvida por computação gráfica para corrigir o brilho e o contraste das imagens.

A sigla HDR, significa High Dynamic Range”, podendo ser traduzida como “alto alcance dinâmico”. Basicamente, isso quer dizer que o HDR melhora a capacidade dos aparelhos de reproduzir o brilho das cores e a dinâmica de sombras em todo seu alcance.

Porém, por serem aparelhos com funções diferentes, a forma como o HDR desempenha seu papel em TV’s e câmeras não é a mesma. Então, a seguir, explicamos como o HDR funciona em cada um. 

O que é HDR na câmera?

Nas câmeras que usamos, sejam antigas ou modernas, as lentes que regulam a quantidade de exposição a luz têm limitações. Com isso, dependendo da qualidade das câmeras e das condições de luz do ambiente, pode ser difícil conseguir bons contrastes de sombra e brilho.

Assim, a função HDR acaba com essa limitação usando o processamento gráfico, que melhora o alcance dinâmico, corrigindo o brilho e contraste das fotos, que ficam mais próximos da realidade.

Nas câmeras, o HDR funciona combinando de três a cinco fotos, tiradas em milésimos de segundo, com exposições diferentes. As diferentes exposições de luz permitem que a câmera identifique as melhores tonalidades de cada foto e as junte para gerar uma imagem melhor.

O HDR já é um recurso presente na maioria das câmeras digitais profissionais e nos smartphones. Por se tratar de um recurso que é feito pelo processamento das imagens usando softwares, não é uma função que encarece muito os aparelhos.

Para aproveitar melhor a função HDR nas suas fotos, algumas dicas podem ser úteis:

  • o HDR é mais recomendado para fotos de ambientes com muitas cores e diferentes intensidades de luz e sombra;
  • como o recurso combina diferentes imagens captadas em sequência, cenas em movimento não têm um bom resultado usando HDR;
  • usando um estabilizador para a câmera, o HDR entrega resultados ainda melhores.

O que é HDR na TV?

As TV’s são um dos aparelhos domésticos que mais apresentam novidades para se adaptar às novas tecnologias. Além da internet na TV, uma das mais importantes foi a qualidade Full HD +, 4K e agora, também, o HDR.

Nas TV’s a função do HDR é a mesma das câmeras, melhorar brilho das cores e a dinâmica de sombras. Porém, já não se trata de capturar uma imagem no momento, e sim de aprimorar a reprodução de algo que já foi registrado em outro aparelho.

Dessa forma, as televisões HDR têm uma capacidade maior de emissão de luz, que chega a até três vezes as das TV’s comuns. Ela ainda processa o padrão de cores 10-bit, que equivale a 1 bilhão de cores. Isso faz com que as imagens de TV’s HDR, independente da resolução, se destaquem muito, até mesmo de TV’s 4K.

Em cenas com ambientes mais escuros a qualidade de contraste permite ver muito mais detalhes, mesmo com a baixa iluminação. Já as cores e as cenas com alta iluminação ficam muito mais nítidas e com riqueza na variedade de cores.

Vale lembrar que a função HDR nas TV’s só é realmente usada em conteúdo que foi criado atendendo a essa especificação. Atualmente, alguns conteúdos de emissoras de TV por assinatura e de serviços de streaming como Netflix e Prime Video contam com conteúdos em HDR.

Muitos consoles de videogame e jogos também usam a tecnologia. Contudo, o Sistema Brasileiro de TV Digital e os canais abertos do país ainda não oferecem conteúdos em HDR. 

Assim, podemos concluir dizendo que o HDR na câmera é uma tecnologia já bem estabelecida e dominante no mercado. 

O HDR na TV, por sua vez, é uma tecnologia que ainda está ganhando espaço e ainda não é o padrão dominante, mas, ao que tudo indica, aponta para o futuro da tecnologia em televisões. Tudo isso deve ser considerado se você estiver pensando em comprar uma nova televisão

Se você gostou do conteúdo, ajude outras pessoas a descobrir o que é HDR e a aproveitar as vantagens dessa função. Para isso, compartilhe o artigo nas suas redes sociais!

Quem escreve

Gabriela Resende, jornalista de Portal de Planos

Gabriela Resende

Jornalista — Portal de Planos

Graduada em Relações Internacionais (Uni-BH) e Jornalismo (PUC-MG), Gabriela Resende é jornalista do Portal de Planos e apresentadora do nosso canal no Youtube. Por acreditar na importância do acesso à informação, Gabriela produz nossos conteúdos para que você possa, de forma simples e clara, fazer a escolha dos seus planos de telecomunicações e entender mais sobre tecnologia.